ROBERT WILLIAMS FORA DO TRAINING CAMP

Ano após ano, Robert William III, carinhosamente conhecido como Timelord, vem caindo nas graças da torcida e também fazendo seu nome na NBA, com uma forte consistência defensiva, ficando no segundo time de defesa na última temporada.


Mas, nós torcedores sabemos que Timelord tem potencial para mais, que pode se tornar uma referência defensiva na NBA nos próximos anos, e com grandes chances de se tornar o Jogador Defensivo do Ano, assim como Smart conseguiu na última temporada e como Garnett conseguiu em 2008.


A maior pedra no sapato para Robert Williams conseguir esses feitos são as suas lesões. Como, por exemplo, nos playoffs da última temporada, onde enfrentamos adversários muito complicados, o Timelord era uma peça chave na nossa sólida defesa, mas perdeu muitos jogos por causa desse problema.


Por isso agora ele irá realizar um procedimento artroscópico em seu joelho esquerdo, sendo necessário de 4 a 6 semanas para a recuperação. Lembrando que Timelord fez uma cirurgia no menisco em março, o que possibilitou sua presença nos playoffs, mesmo perdendo alguns jogos.


Pontos negativos

Sim, a realização da cirurgia agora tem alguns pontos negativos.


Em primeiro lugar, perderemos o nosso pivô titular no começo da temporada e, mesmo com a contratação do brasileiro Bruno Caboclo, não temos um nome que possa suprir sua ausência com tanta efetividade.


Em segundo lugar, Robert vai perder o training camp e a pré-temporada, coisas essenciais para acertar os pontos da equipe para a temporada.


Pontos positivos

Com o sucesso da operação, Timelord estará praticamente 100% para alcançar todo o potencial que esperamos dele, se tornando ainda mais temido pelos adversários e ajudando mais ainda a mantermos a constância defensiva que Udoka implantou no time.

 

Williams teve uma temporada 2021-22 de destaque

Williams, entrando em sua quinta temporada, teve um ano de destaque em 2021-22, que foi a temporada mais saudável de sua carreira. Ele teve médias de 10,0 pontos e 9,6 rebotes, com 2,0 assistências e 2,0 tocos. De acordo com estatísticas da NBA , Williams teve um Defensive Rating de 103,4 pontos por 100 posses e uma Ofensive Rating 113,4 pontos por 100 posses. Seu Net Rating de 10,0 ficou em segundo lugar entre os titulares da equipe, atrás apenas de Jayson Tatum. Mais importante, Williams jogou 61 jogos, ia melhor marca desde que chegou na NBA. Ele jogou em apenas 113 jogos em suas três primeiras temporadas da NBA, que foram encurtadas principalmente por lesões.


Embora uma segunda cirurgia no mesmo joelho, apenas seis meses após a primeira, seja motivo de preocupação, a esperança de Williams é que o procedimento possa ser feito bem o suficiente antes do início da temporada para evitar que ele perca um tempo significativo do início da temporada.

 

Opções para substituir Robert Williams

A cirurgia de Williams ocorre logo depois que o Celtics perdeu uma de suas principais aquisições na offseason, o ala Danilo Gallinari, devido a uma lesão no ligamento cruzado anterior durante o EuroBasket deste ano. Esperava-se que Gallinari fosse uma peça-chave vindo do banco, principalmente no ataque, mas com alguns minutos como pivô também. Agora, os Celtics provavelmente começarão a temporada muito fracos no garrafão. Presumivelmente, Al Horford começará jogando de pivô e Grant Williams será o ala-pivô, essa foi a formação dos Celtics durante os playoffs quando Williams estava fora.


Mas o backup de Horford será o pivô Luke Kornet, que passou por cinco times em cinco temporadas na NBA e tem apenas 35 partidas na NBA em seu currículo. O Celtics também tem a estrela da liga de verão Mfiondu Kabengele em um contrato Two-Way, e há uma chance da equipe poder contar com ele no início do ano.


Ainda com espaço no elenco é esperado que o Celtics adicione mais dois jogadores, embora o olhar de todos seja em reforçar as alas com essas vagas, esse ponto de vista pode mudar, isso a depender da atualização do quadro médico de Williams. Existem pivôs veteranos experientes no mercado, nomes como Dwight Howard, DeMarcus Cousins, Cody Zeller, Hassan Whiteside e os ex-Celtas Greg Monroe e Tristan Thompson, mesmo com esses veteranos disponíveis a expeculação na liga é que o Celtics esteja disposto a dar a oportunidade para Kornet e/ou testar Kabengele.

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo