NOVATO, PORÉM, LÍDER

Embora ele não faça sua estreia oficial pelo Boston Celtics antes do próximo mês, Malcolm Brogdon já está se tornando um líder para sua nova equipe. De acordo com Adam Himmelsbach, do Boston Globe , Brogdon procurou Jaylen Brown neste verão, quando o nome de Brown estava em meio a rumores de um possível negociação para trazer Kevin Durant para Boston.


“Como qualquer ser humano, às vezes você quer ser ques as pessoas se preocupem como você está, mas isso foi tudo o que fiz com ele. Jaylen é um cara confiante e entende que isso também faz parte do negócio, ele é um profissional. Ele vai voltar pronto para o training camp e pronto para trabalhar.”

Brogdon e Brown são amigos há vários anos, então não é surpresa que Brogdon tenha se preocupado e procurado seu novo companheiro de equipe, no entanto, a mentalidade altruísta de Brogdon é um sinal promissor do que está por vir.


Além deste episódio, o novo armador da equipe foi o primeiro jogador celta a entrar em contato com Danilo Gallinari após o ala sofrer uma grave lesão na semana passada.


Eles podem não ter jogado um jogo juntos ainda, mas Malcolm Brogdon, procurou o novo companheiro de equipe Danilo Gallinari depois de ouvir sobre sua lesão enquanto jogava pela seleção italiana, ele declarou isso para Spencer Davies, do Basketball News.

“Eu mandei uma mensagem para ele que apenas dizia: 'Ei cara, estou orando por você. Fique saudável, precisamos de você este ano'”, compartilhou o armador do Indiana Pacers sobre sua conversa com Gallinari.

A dupla que desembarcou em Boston foi elogiada como uma das melhores negociações da NBA, mas o susto de lesão de Gallo ameaçou diminuir esse otimismo.

“(Gallinari) disse: 'Agradeço, irmão.' Foi curto”, acrescentou Brogdon.

Brogdon ainda foi além e justificou seu ato com palavras de muita sabedoria.


“Quando você se machuca, é frustrante. Você quer que as pessoas se preocupem com você, mas na maioria das vezes, você não quer falar muito sobre isso, então eu apenas enviei uma mensagem para que ele soubesse que eu estava pensando nele e orando por ele.”

A postura de Brogdon para com seus companheiro pelo o pouco/muito que ele já demonstrou tem tudo para solidificar sua carreira em Boston, mas pra quem pensa que sua liderança estende-se a apenas dentro de quadra...


Liderança fora da quadra

“O Presidente”, apelido que ganhou em seus tempos defendendo o Milwaukee Bucks devido a sua liderança, inteligência, comportamento e voz ativa, e ainda possui mestrado em políticas públicas, Brogdon, de 29 anos, é um ativista pela mudança social e fundador de uma organização sem fins lucrativos que constrói poços de água potável na África.

Chuck deu a Malcolm Brogdon 45 mil dólares para construir um poço para sua instituição de caridade que ajuda a trazer água limpa para a África👏(via @NBAonTNT ) pic.twitter.com/bIqZWevc5o — Bleacher Report (@BleacherReport) 18 de maio de 2019

Além disso, Brogdon, Brown e Grant Williams são todos os atuais vice-presidentes da NBPA. Himmelsbach relatou que Brogdon e Williams se uniram recentemente em um acampamento de Basquete Sem Fronteiras para adolescentes no Cairo, Egito. Anteriormente, Brogdon e Brown lideraram uma marcha juntos em Atlanta para protestar contra a brutalidade policial.


Ao defender os direitos dos jogadores e trabalhar para tornar o mundo um lugar melhor, esse trio especial formará um vínculo incrivelmente forte.


Ajuste perfeito na quadra para o Boston Celtics

Como um craque inteligente, pontuador confiável e defensor tenaz, Brogdon é o complemento perfeito para o banco de Boston Celtics. O Novato do Ano da NBA de 2017 liderou os Pacers na pontuação na última temporada (19,1 PPG) e atualmente seria titular em quase qualquer franquia.


Mas em um novo papel para os atuais campeões da Conferência Leste, Brogdon elevará significativamente a qualidade do banco de Boston, além de potencialmente competir pelo prêmio de Sexto Homem do Ano. A versatilidade de Brogdon permite que ele se encaixe em qualquer formação da equipe, o que é especialmente importante para os Celtics depois que o também novato na equipe Danilo Gallinari sofreu uma lesão no ligamento cruzado anterior enquanto defendia a Itália nas eliminatórias da Copa do Mundo da FIBA ​​na semana passada.


Ime Udoka provavelmente jogará com Brogdon em várias posições, incluindo as alas sempre que Brogdon dividir a quadra com armadores menores como Derrick White e Payton Pritchard.


Isto é o que Brogdon disse a repórteres em julho:


“Quero entrar aqui e quero adicionar – meu conjunto de habilidades, meu jogo, minha habilidade de jogar sem bola quando caras como Brown e Tatum têm a bola”, disse Brogdon. “E minha capacidade de ler o jogo, de fechar jogos, tomar boas decisões e defender, realmente, da 1 (armador) a 4 (alas-pivô) pode ser um trunfo para esse time.”

Brogdon será convidado a sair de sua zona de conforto, mas ele está à altura do desafio. Tenha em mente de que com seus 1,96m ele é apenas 10 centímetros mais baixo que Robert Williams, que é o pivô titular da equipe.



Maior e mais forte do que a maioria dos armadores, Brogdon efetivamente utiliza seu tamanho ao driblar para dentro. Ele é habilidoso para abrir espaços em quadra, derrubar as defesas adversárias e encontrar companheiros de equipe abertos.


Independentemente de como Udoka o use, podemos ver Brogdon causando impacto imediato como um líder veterano, jogador que se destaca em ambos os lados da quadra e um novo queridinho dos torcedores de Boston.


E você caro amigo celta... Animado com a adição e as atitudes de Brogdon até aqui? Pra você ele pode ter o nome gravado na história celta? Deixe sua opinião nos comentários!

34 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo